Bénard da Costa (1935-2009)

João Bénard da Costa

« Aos 50 anos, somos velhos para os de 20 ou 30, mas quando chegamos aos 70 ou 80, invejamos os de 50 e lamentamos termo-nos visto com o olhar dos que aí vinham e não com o dos que por lá tinham passado. » – João Bénard da Costa

João Bénard da Costa é um dos pesos-pesados da história do cinema em Portugal. Director da Cinemateca Portuguesa durante mais de duas décadas, faleceu hoje, aos 74 anos. Ainda ontem o tinha visto no grande ecrã, num hilariante papel de Papa João XXIII no segmento realizado por Manoel de Oliveira no filme “Cada um o seu cinema“. Conheci a sua filha Ana, minha colega de trabalho aqui há uns anos. Para ela fica um beijo. O cinema português fica mais pobre.

Um pensamento em “Bénard da Costa (1935-2009)”

  1. o publicoonline mantém, desde o dia da sua morte física, o acesso aleatório a algumas das suas melhores crónicas – A NÃO PERDER!

O teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: