Com a morte no olhar

children-of-war.gifchildren-of-war.gifchildren-of-war.gif

São crianças como as nossas, mas carregam uma arma ao ombro. Matam e morrem em guerras esquecidas, um pouco por todo o mundo. Em países como o Sudão, Chade, Uganda, República Democrática do Congo, Colômbia, Nepal, Sri Lanka, Birmânia e Filipinas – mas também o insuspeito Reino Unido envia jovens de 17 anos para a guerra do Iraque.

Dia 12 de Fevereiro é o Red Hand Day, o dia internacional de sensibilização para a questão das crianças-soldado. Talvez para preparar as “comemorações”, decorre hoje e amanhã em Paris a conferência Free Children from War, em que serão adoptados princípios não vinculativos contra o recrutamento e utilização de crianças em conflitos armados. Um dia, ainda alguém me há-de explicar para que raio serve um “princípio não vinculativo”…

Mais informações sobre esta questão nos sites da ONU e da UNICEF.

[techtags: crianças-soldado, UNICEF]

Um pensamento em “Com a morte no olhar”

O teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: