Os irreprimíveis

A mensagem de Aung San Suu Kyi é simples – só lutando contra o medo podemos ser verdadeiramente livresBurma Campaign UK, censurado na Birmânia.

…condena totalmente a tortura brutal que conduziu à morte do Sr. Haysa…Comité Sírio para os Direitos Humanos, censurado na Síria.

Com uma coragem incrível, ela enfrentou muito do medo e isolamento imposto às famílias das outras vítimasHuman Rights in China, censurado na China.

Disse que era absurdo que o presidente uzbeque Islam Karimov pudesse viajar livremente pela Europa enquanto Salih estivesse sujeito a um mandato de captura da InterpolColigação Democrática Unida, um website pró-democracia censurado no Uzbequistão.

« Salas de chat monitorizadas. Blogs apagados. Websites bloqueados. Motores de pesquisa restringidos. Cidadãos presos pelo simples motivo de publicarem e partilharem informação.
A Internet é uma nova fronteira na luta pelos direitos humanos. Alguns governos – com a ajuda das maiores empresas mundiais do sector informático – reprimem a liberdade de expressão.
A Amnistia Internacional lançou uma campanha para mostrar que, online ou offline, a voz e os direitos humanos são impossíveis de reprimir. »

É desta forma que a Amnistia Internacional apresenta a campanha online irrepressible.info. A petição pode ser assinada no site.

O teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: