Um mar nos une, um mar nos separa…

Desde o início do ano, chegaram ao arquipélago espanhol das Canárias quase 20.000 emigrantes, 5.000 dos quais só em Agosto. A juntar a estes números, há naturalmente os dos que não foram detectados pelas autoridades, para não falar dos 490 mortos (número oficial do governo das Canárias) e entre dois e três mil desaparecidos (estimativa da Cruz Vermelha), engolidos pelas águas do Atlântico na travessia em busca do pão, trabalho e vida condigna que o continente africano lhes nega. O site do semanário espanhol El Pais tem um dossier completo sobre o tema.

Por cá, o governo vai repetindo que estamos preparados para o dia em que nas rotas da imigração marítima a partir das costas africanas passe a constar o nosso país.

É preciso passar das palavras aos actos, Sr. Presidente da Comissão Europeia…

O teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: