Plutão, o planeta anão

A decisão é ridícula, mas baseada em critérios científicos debatidos a semana passada na conferência da União Internacional de Astrónomos, em Praga: Plutão, o longínquo planeta que desde a sua descoberta em 1930 povoou muitos sonhos de infância, é relegado para a categoria de “planeta anão”, ao nível dos maiores asteróides do Sistema Solar, deixando a porta aberta para que vizinhos mais remotos, maiores e de órbitas mais estáveis integrem a família dos planetas de pleno direito.

Não há justiça… 🙂 E preparem as carteiras para comprarem novos manuais escolares!!

Advertisement

2 opiniões sobre “Plutão, o planeta anão”

  1. É injusto. Lá por ser um planeta anão não pode ter plutanenses?!
    A única hipótese era recorrer aos tribunais e interpor recurso mas acho que a via láctea não deixa.

  2. Oi João. Chegado de férias sobre surpreendido com este novo visual. A minha opinião cincera: é mais bonito, mas menos «blog», não sei se me faço entender. A organização não sequencial dos posts torna a leitura menos fácil. Mas repito, do ponto de vista estético gosto mais! Abraço!

O teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: