G8: muita parra, pouca uva

O que pedem as sociedades civis dos países em desenvolvimento e as ONGs ocidentais O que ofereceram os países do G8 na reunião de Gleneagles, Escócia O
que bloqueia um acordo mais favorável
Perdão total da dívida externa dos países africanos Perdão condicional da dívida de 18 países africanos Posição conservadora dos Estados Unidos na matéria; corrupção e ineficiência dos governos
africanos
Liberalização do comércio internacional; fim dos subsídios ocidentais à produção e da tarifação dos produtos exportados pelos países em desenvolvimento (comércio justo) Promessas de um futuro acordo comercial Relutância da União Europeia em reduzir os subsídios agrícolas; guerras comerciais EUA-UE; défice
externo norte-americano
Duplicação dos montantes da ajuda ao desenvolvimento Mais 50 biliões de dólares para ajuda ao desenvolvimento do continente africano; promessa de atingir os 0,7% do PIB para ajuda ao desenvolvimento (já prometido desde os anos 80…) Alegada ineficácia da ajuda ao desenvolvimento;
posição conservadora dos Estados Unidos
Progresso imediato na redução das emissões de gases causadores de efeito de estufa Convocação de uma nova conferência sobre alterações climáticas (a decorrer no Reino Unido, em Novembro) Recusa dos Estados Unidos em assinar o Protocolo de Quioto (único membro do G8 que ainda não o fez)

2 opiniões sobre “G8: muita parra, pouca uva”

  1. olá, café
    vim conhecer o blog seguindo o link do fragmagens.
    gostei muito, parabêns. vou voltar com mais calma,
    saudaçoes

  2. É impressão minha ou há um denominador comum na coluna relativa ao bloqueio das iniciativas/negociações?

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: