Monteiro terceiro… mas em perspectiva

“Tiago Monteiro no pódio da Fórmula 1” – com variantes mais ou menos criativas, era este o título de muitos jornais nas bancas esta manhã.

Alguns comentários de um empedernido fã da Fórmula 1:

* Tiago Monteiro é um piloto de uma regularidade impressionante: terminou TODAS as nove corridas em que participou até hoje no campeonato mundial de Fórmula 1;

* Tiago Monteiro tem evoluído na disciplina desde o início do ano: é consistentemente mais rápido do que nas primeiras corridas em que participou, suplantando actualmente o seu colega de equipa (e também estreante neste desporto), o indiano Kartikeyan;

* Tiago Monteiro (ainda) não é um “grande” piloto de Fórmula 1: ficar em terceiro lugar numa corrida onde alinharam apenas 6 carros (2 Ferraris, 2 Minardis – de longe, a pior equipa do campeonato! – e os 2 Jordan da equipa do piloto português) seria o mesmo que o Benfica ficar em terceiro lugar no campeonato… suíço. Digno de registo, mas apenas isso;

* a posição da equipa Jordan, e do próprio Tiago Monteiro, fica fragilizada por terem alinhado numa “corrida-fantoche” (as restantes 7 equipas/14 carros que alinham no Mundial de Fórmula 1 não correram por motivos de segurança e integridade física dos pilotos, suscitados pelos novos regulamentos de pneus aprovados este ano, motivos esses exponenciados pelo traçado da pista oval de Indianápolis onde decorreu a corrida de ontem);

* Tiago Monteiro foi o único piloto a abrir a garrafa de champanhe no pódio, o que, sendo compreensível dada a efusiva alegria do português, o isola dos restantes 19 pilotos com quem compete (Schumacher e Barrichelo não festejaram em solidariedade com os seus colegas que optaram por não alinhar sem que fossem corrigidas as anomalias de segurança);

* o desporto português está nas bocas do mundo depois da corrida de ontem (Monteiro foi o único dos 4 pilotos portugueses que já passaram pela Fórmula 1 a subir a um lugar do pódio), mas não necessariamente pelas melhores razões…

É caso para dizer: “foi bonita a festa, pá”… mas estava viciada à partida! 😦

%d bloggers like this: